27 mar

Tecnologia como ferramenta de atração de novos alunos para as escolas

  1. Tecnologia Educacional: o que é?

A Tecnologia Educacional é a implementação estudada de ferramentas, técnicas ou processos apropriados que facilitam a aplicação dos sentidos, da cognição e da memória com o intuito de melhorar as práticas de ensino e ampliar os resultados da aprendizagem.

Ao destrincharmos a definição, identificamos alguns termos que merecem destaque e serão explicados a seguir:

  • Implementação estudada

Qualquer tecnologia, quer seja conceitual ou física, possui valor quando é implementada. A implementação é crucial. A ideia de que a implementação deve ser estudada significa que deve haver um ciclo de avaliações durante o processo, e enquanto os resultados são mensurados, o uso efetivo da tecnologia é repetido. Quando for verificado que determinados usos são ineficazes, eles são então melhorados ou, caso não haja possibilidade de melhorias, rejeitados.

A implementação feita de modo indiscriminado é um uso imprudente de recursos de tempo, financeiro e intelectual. Para que ocorra a implementação estudada, é necessário que haja alguém que exerça uma liderança efetiva quando da implementação da Tecnologia Educacional. É fundamental pensar sobre quais metodologias serão adotadas e quais ferramentas serão adquiridas. Um especialista em educação proverá a assistência necessária para assegurar o melhor uso dos recursos.

  • Ferramentas, técnicas ou processos apropriados

Quando pensamos sobre Tecnologia Educacional, geralmente buscamos por uma fórmula encantada que resolva todos os problemas educacionais sem que façamos esforço, porém, não é dessa forma que as coisas funcionam. As mais novas tecnologias possuem grande valor, mas as técnicas e processos que serão utilizados no ensino e na aprendizagem são tão importantes quanto as novas ferramentas. Enquanto educadores, devem ser desenvolvidas novas técnicas de ensino com o decorrer do tempo, a fim de melhorar os resultados do processo ensino-aprendizagem, da mesma forma que as novas tecnologias e os avanços na tecnologia continuam a evoluir incessantemente, aprimorando-se dia a dia. É muito importante incluir o termo “apropriados”, pois de nada adiantará ter ferramentas, técnicas e processos de tecnologia de ponta se estas inovações não trouxerem como resultado a evolução que os professores desejam na educação.

  • Facilitar a aplicação dos sentidos, da memória e da cognição

Aprender deve compreender um processo de internalização e não apenas a demonstração de habilidades. A aprendizagem deve ser uma combinação de conhecer, fazer e sentir-se transformado. Nesse contexto, a tecnologia auxilia grandemente, agindo como facilitadora: quando os alunos assistem a um vídeo, isso amplia o universo visual deles. A tecnologia também possibilita ao aprendiz momentos de reflexão, além das observações dos grandes pensadores da humanidade. Isso tudo aguça os sentidos dos alunos, desenvolve a memória e agiliza suas habilidades cognitivas.

  • Melhorar as práticas de ensino

Sabemos que os itens de Tecnologia Educacional utilizados devem promover uma aprendizagem significativa para o aluno, mas, para que isso ocorra, essa tecnologia deve levar em consideração as necessidades do educador, que vem a ser o mediador dos alunos. Para tal, a tecnologia adotada deve prover o professor de assistência e suporte durante o processo ensino-aprendizagem. As ferramentas de Tecnologia Educacional precisam conter demonstrações, ilustrações e instruções sobre diferentes técnicas de ensino. É fundamental lembrar-se que o professor é peça primordial no processo pedagógico.

  • Ampliar os resultados da aprendizagem

Todos os itens anteriores não teriam valor se não pudessem melhorar os resultados da aprendizagem. Se não houver melhoras com a adoção de novas tecnologias educacionais, então não há por que adotá-las. Por isso, deve se escolher criteriosamente os componentes que trarão a Tecnologia Educacional à sua escola.

Evidentemente, a Tecnologia Educacional possui todos os elementos que possibilitam um progresso na aprendizagem, contanto que seja bem aplicada e adequada ao público que dela se utilizará.

  1. O novo perfil dos alunos: o que eles buscam?

Professores que ensinam crianças no nível fundamental, adolescentes no ensino médio e adultos em universidades sabem que os alunos de hoje em dia pensam e comportam-se de forma diferente das gerações anteriores. Esses alunos nasceram em um mundo da tecnologia da informação; eles preferem multitarefas do que prestar atenção em uma coisa apenas e são mais atraídos pelas ideias de colegas ou de vídeos do que pelo que o professor tem a dizer. Para esse novo perfil de alunos o uso da Tecnologia Educativa se faz necessária.

Afinal, como ensinar essa nova geração de forma que eles se interessem pelo estudo?

  • Trazendo novas tecnologias para a escola

O educador que quer ganhar o interesse desses novos alunos deve utilizar a tecnologia a seu favor. Dentre as atividades que podem ser feitas, incluem-se:

  • Criar wikipedias;
  • Implementar atividades de vídeo, através de plataformas e soluções de produtividade, por exemplo;
  • Incorporar às aulas videogames;
  • Criar blogs;
  • Usar e abusar de mensagens instantâneas

Compreendendo que os alunos atuais são menos compromissados

Os jovens e adultos da geração (Y) aparentemente são mais descompromissados e mesmo apáticos. É importante que o professor perceba que essa característica faz parte dessa geração, e provavelmente não tem relação com o trabalho do professor em si. Porém, caso o educador queira tirar dúvidas sobre essa questão, pode fazer aos alunos essas perguntas e pedir a eles que escrevam a resposta em uma folha de papel:

  • O que você gosta em minhas aulas?
  • O que você não gosta em minhas aulas?
  • O que posso fazer para ser um melhor professor?

Dessa forma é possível saber se a apatia está relacionada à aula ou não.

  • Sabendo como dar feedback aos alunos atuais

Com a geração atual, críticas negativas não surtem um bom efeito. É preferível que o professor demonstre uma preocupação verdadeira com seus alunos e converse com eles sobre problemas individualmente. Porém, quanto mais o professor conseguir com que o aluno perceba seus erros por si, melhor será o relacionamento professor-aluno. Uma forma de mostrar aos alunos os erros sem contanto ofendê-los é anotar discretamente os erros que os alunos cometem e depois escrevê-los na lousa. O professor então pergunta à classe o que ou porque aquilo está errado, sem determinar quem cometeu o erro. Dessa forma, o educador não estará apontando determinado aluno, mas fará com que ele mesmo perceba o erro que cometeu.

  • Utilizando técnicas de gamificação em sala de aula

Os alunos da geração (Y) gostam muito de jogar e se entreter.  Como eles são bastante competitivos, técnicas de gamificação são muito bem-vindas. O professor pode dar atividades de grupo contra grupo, ou homens versus mulheres, para aproveitar a competitividade na sala inteira. Uma outra forma de usar a gamificação é o uso de jogos diversos que podem ser encontrados na internet ou em bons materiais de Tecnologia Educacional.

  • Dando tarefas mais práticas

Os alunos de hoje em dia não têm paciência para fazer tarefas longas e cansativas. Uma boa alternativa para evitar esse problema é a adoção da prática da sala de aula invertida, na qual o professor grava ou estipula um vídeo de curta duração para ser assistido em casa. Após o aluno assistir ao vídeo, ele é livre para pesquisar mais sobre o tópico. Quando o aluno vem para a escola, ele já está munido de observações, perguntas e conclusões sobre o tema. Dessa forma, a aula discorrerá com os alunos discutindo a respeito do tema ou criando outros vídeos, blogposts ou questionários para os demais colegas, com o professor atuando apenas como mediador e orientador, o que fará a aula ser dinâmica e envolvente.

  • Mostrando aos alunos a finalidade para a qual estão estudando o tema dado

Para as gerações atuais, é importante compreender qual o propósito em estudar determinado assunto para que este se torne relevante e interessante do ponto de vista deles. Ao iniciar um novo tópico a ser ensinado, é aconselhável que o docente pense na utilidade daquela matéria para o cotidiano dos alunos, para despertar neles a motivação.

Para conquistar os alunos dessa nova geração, é necessário ser motivado e motivante, através da busca por meios inovadores de ensino. 

  1. O que os pais buscam de diferencial ao escolherem uma escola atualmente?

São várias as preocupações dos pais no que tange a buscar uma escola que atenda tanto às necessidades de seus filhos quanto as deles mesmos. Dentre os diversos pontos diferenciais que os pais e responsáveis levam em consideração ao escolherem uma determinada escola para seus filhos está:

  • Uma metodologia inovadora

A escola buscada pelos pais atuais é aquela que possui uma metodologia voltada para a inovação e que esteja de acordo com a sociedade tecnológica na qual vivemos atualmente. Os pais desejam que a escola saiba explorar todo o potencial de seus filhos e que os prepare para ter uma vida plena.

  • Uma equipe docente altamente capacitada

Os professores precisam estar atualizados e treinados com as mais novas tendências no que diz respeito às tecnologias educativas, sabendo utilizá-las com maestria e conseguindo incentivar seus alunos a buscar cada vez mais conhecimentos, despertando sua capacidade criativa.

  • Uma escola equipada com o que há de mais atual no mercado tecnológico

A instituição de ensino que deseja destacar-se hoje em dia precisa ter as ferramentas tecnológicas mais poderosas e saber como fazer uso delas com excelência, para que educadores e alunos obtenham o melhor rendimento dos recursos que dispõem.

  • Uma escola que gere menos burocracia e mais acessibilidade

Se há uma coisa que pais e responsáveis atuais não dispõem hoje em dia é de tempo. A escola inovadora deve possuir um sistema de gestão escolar que possibilite aos pais o pedido de certificados, emissão e pagamento de boletos e também a vantagem de saber do cotidiano de seus filhos por meio de seus tablets ou smartphones, facilitando a vida deles.

  • Uma instituição segura, onde reine o respeito

Os responsáveis preocupam-se em escolher escolas em que não haja problemas com drogas, bullying ou intimidação e que seus filhos estejam seguros dentro do ambiente escolar. Da mesma forma, os responsáveis querem que os alunos sejam respeitados por todos os funcionários da escola, independentemente de suas condições físicas, de raça ou credo.

  • O tratamento individual dado aos filhos

Os pais não desejam que o filho seja considerado apenas como mais um número dentro da instituição de ensino, mas sim que a escola demonstre atenção com todos os alunos da escola e suas necessidades, de forma individual.

Veja cada um dos seus alunos como único. Aí está o segredo!

  1. O professor precisa se adaptar às novas tecnologias educacionais. Como a escola pode ajudar?

Alguns professores dizem que não são muito fãs de tecnologia. Na verdade, muitos deles não sabem como utilizá-la, e por isso passam a evitar o uso das ferramentas tecnológicas em suas aulas. Para que esse quadro se reverta, é necessário que o professor sinta-se confortável com o uso da tecnologia e a escola pode e deve ajudar os educadores no processo do conhecimento das tecnologias.

De que forma a escola pode auxiliar os professores no conhecimento das tecnologias?

  • Montando uma equipe tecnológica

Para professores que não estão familiarizados com a tecnologia, a integração tecnológica nas aulas pode ser muito estressante. Ter uma equipe na escola que dê suporte, que seja flexível e esteja disponível para auxiliar os professores é crucial. A equipe pode ser montada por professores, gestores e outros funcionários da escola. Esse grupo pode ajudar os educadores a utilizar as ferramentas básicas do Office e também da internet. O professor não precisa ser um expert em tecnologia, mas deve saber utilizá-la de forma a enriquecer suas aulas. O fato de professores auxiliarem professores faz com que eles possam discutir temas pedagógicos e relacioná-los com as ferramentas tecnológicas mais apropriadas para seu ensino. Há também empresas de sistemas de gestão que possuem uma equipe especializada em treinar os professores e funcionários, como é o caso da Big Brain.

  • Verificando o nível de conhecimento dos professores

Alguns professores sabem utilizar algumas das ferramentas tecnológicas atuais, outros não conhecem absolutamente nada a respeito delas. É fundamental saber o conhecimento prévio do professor, de forma a poder ajudá-lo a adquirir experiência tecnológica no nível certo. Não se pode dar muita informação a um professor que não sabe nada sobre tecnologia, pois isso irá assustá-lo, e nem começar do que é muito básico para ensinar professores que já possuem algum conhecimento anterior, uma vez que isso irá desestimulá-los. Portanto, é preciso dosar as informações de modo criterioso, para estimular os educadores a aprender.

  • Conseguindo tempo

É difícil em uma escola conseguir tempo para treinamentos, mas eles são essenciais para o progresso pedagógico de maneira geral. Utilize algumas reuniões de planejamento dos professores para ajudá-los a aprender mais sobre tecnologia. Alunos e professores irão se beneficiar e usufruir desse conhecimento.

  • Tornando a tecnologia relevante

Alguns professores podem achar que apenas precisam utilizar a tecnologia em sala de aula para agradar aos gestores e assim o fazem. A escola precisa comprovar aos educadores a relevância e o progresso que os meios tecnológicos propiciam aos alunos. O planejamento de implantação da tecnologia na escola deve ser feito cuidadosamente para beneficiar tanto os alunos como os professores. É certo que alguns professores ainda irão resistir às mudanças, mas com o apoio e suporte necessários, aos poucos os professores passam a dominar o uso da tecnologia e a agradecer por essa mudança tão bem-vinda.

  1. Ser uma escola inovadora é essencial para a renovação de matrículas

Para que a instituição de ensino sobreviva a períodos econômicos conturbados e continue crescendo, é primordial que ela busque por inovações. Escolas inovadoras formam alunos inovadores, e isso é o que os pais e responsáveis buscam em uma instituição de ensino.

Como sua escola pode tornar-se inovadora? Utilizando os critérios a seguir:

  • Não tendo medo

É totalmente normal ter medo da inovação, do que é arrojado, mas maior medo você deve ter de deixar sua escola para trás na evolução e permitir que as outras instituições passem a sua frente no que tange à tecnologia. Não tema inovações: elas servem para nos desafiar e mostrar que somos capazes de melhorar cada vez mais nosso desempenho.

  • Sendo transparente

Seja um gestor transparente. Deixe claro aos seus alunos, professores e responsáveis as metas de sua escola e as inovações que você vem trazendo para melhorar dia a dia a performance de seus alunos e professores. Use o Twitter para falar sobre as inovações de sua escola e atrair possíveis parceiros externos, use o Facebook para passar informações sobre sua escola, divulgar as conquistas de seus alunos e as inovações de seu estabelecimento de ensino. Essas ferramentas tornarão sua escola mais visível e fará com que os pais e responsáveis percebam em que estão investindo.

  • Usando tecnologia da forma correta

A tecnologia deve ser utilizada em sala de aula se você deseja ter uma escola inovadora, porém ela deve ser usada da maneira certa, de forma a tornar o aluno protagonista de sua aprendizagem. Isso pode ser alcançado através de:

  • Pesquisas através das quais os alunos compartilhem os resultados em tempo real;
  • Atividades online de colaboração entre os alunos;
  • Criação de mídias digitais pelos alunos

Mensurando e mostrando seu trabalho

Pouco adianta a escola ser inovadora se ficar o progresso ficar oculto. Você pode fazer um excelente trabalho, porém se não o compartilhar, quem saberá sobre ele? Utilize as redes sociais, tenha uma homepage de arrasar, possua um blog de sua escola com matérias que interessem a pais e alunos, compare seus dados com outras escolas, saiba o que ocorre fora de suas paredes para que você possa a cada dia ser mais inovador e encantar os alunos e seus responsáveis.

Não faça apenas acontecer: mostre ao mundo porque sua escola é uma instituição de destaque!

Deixe seus comentários e opiniões sobre nosso artigo! Quer falar com a ITCore e conhecer o ITCore Cloud EAD? Clique aqui.

Share this

Leave a reply